Testes rápidos mostram a importância do diagnóstico precoce, durante 29ª edição do ‘Sergipe é aqui’

Exames para detecção de hepatites, HIV e sífilis são realizados pelas equipes da SES de maneira prática e o resultado é fornecido em até 30 minutos

A fim de orientar a população sobre o Julho Amarelo, cujo objetivo é a conscientização acerca das hepatites virais, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Programa IST/Aids, esteve presente na 29ª edição do ‘Sergipe é aqui’, no município de Areia Branca, realizada nesta sexta-feira, 5, com a oferta de testes rápidos para a detecção de hepatites B e C, HIV e sífilis. 

As hepatites virais são classificadas em A, B, C, D e E. No Brasil, as mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C e é caracterizada por ser uma doença silenciosa, mas que pode vir acompanhada de sintomas como cansaço, febre, dor abdominal, vômitos, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. 

A referência técnica de Hepatites Virais da SES, Laís Menezes, explicou que a conscientização é crucial para reforçar a importância da testagem. “É preciso que a população se atente e realize os testes rápidos para podermos diagnosticar precocemente. Além disso, temos a vacina para o vírus da hepatite B para as pessoas não vacinadas, independentemente da idade, e a vacina da hepatite A, que está disponível no calendário básico e à disposição nos postos de saúde para crianças de 1 ano e três meses a menor de cinco anos de idade”, salientou Laís.

Outras medidas preventivas

Para a prevenção das hepatites B e C, a população deve evitar o compartilhamento de objetos de uso pessoal, como lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, material de manicure e pedicure, além do uso de preservativos nas relações sexuais. “Ao fazer tatuagem ou colocar piercing, é importante que a pessoa veja se o estabelecimento possui o selo da Vigilância Sanitária e se os materiais utilizados estão esterilizados corretamente ou descartados”, reforçou a Laís Menezes. 

No que se refere à hepatite A, é importante atentar-se à ingestão de alimentos com o manuseio adequado, usar preservativos na relação sexual e fazer a higienização das mãos. 

Testagens realizadas

Os exames são realizados pelas equipes de maneira prática e o resultado é fornecido em até 30 minutos, além das orientações para a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), consideradas muitas vezes silenciosas e que podem gerar danos à saúde. 

Em caso de resultado positivo, o paciente é encaminhado a um laboratório para a realização de carga viral e marcadores e assim é direcionado ao Hospital Universitário (HU), unidade de referência para a realização do tratamento.

Durante o ‘Sergipe é aqui’, realizado no município de Areia Branca, a dona de casa Ana Cristina Santos, de 52 anos, realizou os testes rápidos por meio da unidade Fique Sabendo. “Já fiz vários exames e sei da importância que é me cuidar e garantir que tudo esteja em dia. Então, parabenizo a iniciativa de facilitar o acesso desses serviços de qualidade”, disse Ana Cristina. 

Ana Caroline Reis, de 31 anos, também aproveitou a oferta dos serviços na ação itinerante do Governo do Estado e contou que para ela, cuidar da saúde é indispensável e deve ser priorizado. “Vim fazer o teste de forma gratuita e sei como as doenças podem ser silenciosas. Foi um momento de autocuidado. Além de não demorar muito para fazer o teste, também não dói, mas o melhor mesmo é se prevenir e cuidar da minha saúde”, destacou.

Fotos: Flávia Pacheco

Publicado: 5 de julho de 2024, 12:59 | Atualizado: 5 de julho de 2024, 12:59