IST/Aids, Sífilis e Hepatites Virais


O Programa Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais de Sergipe foi criado em 1987, no momento em que a população se encontrava em pânico devido ao surgimento dos primeiros casos de pessoas com HIV/Aids.

Inicialmente, o programa desenvolvia ações de vigilância epidemiológica, esclarecimento à população para reduzir o pânico e discriminação dos grupos considerados vulneráveis na época, procurava garantir o atendimento aos casos detectados e orientação aos profissionais de saúde.

O Programa Estadual tem como missão criar e implementar políticas públicas pautadas pela ética e compromisso com a promoção da saúde e cidadania, em consonância com os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), visando diminuir a vulnerabilidade da população em adquirir infecções sexualmente transmissíveis (IST), HIV/Aids e Hepatites Virais.

Entre as atribuições atuais estão a articulação, supervisão e monitoramento das políticas e estratégias relativas às IST/Aids e Hepatites Virais, nas áreas de Promoção e Prevenção, Assistência, Vigilância Epidemiológica, em todo o Estado de Sergipe, bem como articulação e apoio à organizações da sociedade civil.

O trabalho é feito em parceria com diversos setores da Secretaria Estadual de Saúde e outros órgãos governamentais, coordenações municipais e entidades da sociedade civil organizada que trabalham com esses agravos. Uma importante atribuição do programa é a promoção de qualificação profissional através de capacitações em consensos/protocolos ministeriais de enfrentamento das IST. Prestar assessoria técnica aos municípios e organizações da sociedade civil, é outra atribuição do programa.


Publicado: 16 de maio de 2022, 09:54 | Atualizado: 10 de outubro de 2022, 09:37