Secretaria de Estado da Saúde discute Planificação de Atenção à Saúde

O ‘Planifica SUS’ em Sergipe tem o objetivo de organizar a Atenção Primária à Saúde (APS) e Atenção Ambulatorial Especializada (AAE) na linha materno-infantil

Com o objetivo de discutir o projeto ‘Planifica SUS’, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Diretoria de Atenção Primária à Saúde, realizou nesta terça-feira, 15, o II Encontro Estadual entre profissionais da APS e Atenção Ambulatorial Especializada, que traz como foco a organização da Rede de Atenção à Saúde: fase II, suas potencialidades e desafios. 

O Planificar SUS traz a metodologia da planificação da Atenção à Saúde. Em Sergipe, o trabalho é voltado à organização das linhas de cuidado materno-infantil. O projeto é de responsabilidade do Hospital Israelita Albert Einstein, em parceria com o Ministério da Saúde, SES e municípios das regiões que estão sendo planificadas. 

O diretor da Atenção Primária à Saúde da SES, Luan Araújo, esteve presente no evento e destacou a importância do projeto. “É muito importante o processo de planificação pois serve para fortalecer ainda mais a reorganização da Atenção Primária e a Atenção Ambulatorial Especializada com foco nas necessidades dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”, contou. 

Entre os temas abordados no evento estão a dispensação de medicamentos de alto custo realizado pelo Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (Case), além de experiências após o ‘Planifica SUS’ e discussão de propostas de continuidade de apoio aos municípios em relação aos processos de Planificação. 

Segundo a referência técnica do projeto, Rita Bitencourt, esse é o II Encontro do ‘Planifica SUS’ em Sergipe. “O projeto veio para Sergipe a fim de estruturar o processo de trabalho da APS e AAE, com compartilhamento do cuidado às gestantes de risco. No segundo triênio, avançamos para a fase de expansão porque a nossa ideia é que 100% das Unidades Básicas de Saúde das regiões planificadas como Lagarto e Itabaiana para que sejam fortalecidas e instrumentalizadas com a metodologia trazida pelo projeto”, explicou.

Já a coordenadora do Case, Jessica Santos disse que o encontro é uma oportunidade de discutir cada vez mais a Rede de Atenção à Saúde. “Um momento de troca de experiências e de fortalecimento da necessidade do usuário para que consigamos avançar na Rede Estadual de Saúde”, contou.

Fotos: Flávia Pacheco

Publicado: 15 de agosto de 2023, 16:43 | Atualizado: 15 de agosto de 2023, 16:43