Secretaria da Saúde promove capacitação sobre manejo, transporte e atendimento de pacientes

O objetivo foi capacitar os profissionais para atuarem de forma rápida e eficaz durante o manejo e transporte de pacientes, reduzindo o risco de óbitos

Em um esforço conjunto para melhorar o atendimento a pacientes em situações críticas, profissionais de saúde de diversas especialidades participaram de uma capacitação realizada nesta sexta-feira, 7, voltada para o manejo, transporte e atendimento de casos de parada cardíaca. A iniciativa, da Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Fundação Estadual da Saúde (Funesa) e Escola de Saúde Pública de Sergipe (ESP/SE), buscou promover a integração e o compartilhamento de práticas entre os ambientes pré-hospitalar e intra-hospitalar.

 O principal objetivo do treinamento foi capacitar os profissionais para atuarem de forma rápida e eficaz durante o manejo e transporte de pacientes, reduzindo o risco de óbitos. A capacitação foi direcionada a médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e outros profissionais de saúde que atuam diretamente no transporte e manejo de pacientes. 

 De acordo com o enfermeiro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe) e palestrante, Lino Farah, o conteúdo abrange desde ferramentas e técnicas do Atendimento Pré-Hospitalar (APH) adaptadas para o ambiente intra-hospitalar até o desenvolvimento de protocolos para a transferência segura de pacientes entre hospitais. “Durante o transporte, as intercorrências são frequentes e uma resposta inadequada pode ser fatal. Estamos aqui para garantir que todos saibam exatamente o que fazer nesses momentos críticos”, afirmou.

 Uma das metas do treinamento foi fomentar a integração entre profissionais de diferentes áreas e localidades. “Estamos trazendo a expertise do Samu para dentro dos hospitais, adaptando práticas que têm se mostrado eficazes no pré-hospitalar e aqui é um momento de troca, aprendemos uns com os outros, compartilhamos o que funciona e discutimos o que pode ser melhorado para o dia a dia”, ressaltou Lino.

 Capacitação

 A fisioterapeuta Milena Macedo, que atua no Hospital Regional de Nossa Senhora da Glória, contou que a capacitação é fundamental para os profissionais que lidam diariamente com pacientes críticos e que precisam de remoção. “Esse curso aprimora nossas condutas e qualifica os profissionais na linha de frente, impactando diretamente no atendimento e desfecho dos pacientes. O manuseio correto e a avaliação inicial são cruciais para a transferência segura dos pacientes para unidades de referência. Além disso, ao participarmos dessas capacitações, nos tornamos multiplicadores do conhecimento, compartilhando essas práticas aprimoradas com nossas equipes”, destacou. 

 O fisioterapeuta João Paulo Albuquerque explicou que além de adquirir conhecimento e agregar conteúdo para o seu dia a dia, poderá replicar as técnicas passadas na capacitação no núcleo de educação do Hospital Regional da cidade de Propriá onde ele atua,  para os demais colegas.  “A importância desses cursos para nossa prática diária é indiscutível, especialmente quando lidamos com pacientes graves e críticos. Eles nos fornecem subsídios e aprimoram nossa terapêutica nos plantões, garantindo a atualização constante. No Hospital Regional de Propriá, estamos reativando o núcleo de educação para garantir que todos os profissionais estejam atualizados com as melhores práticas terapêuticas”, revelou.

Fotos: Nucom Funesa

Publicado: 7 de junho de 2024, 20:37 | Atualizado: 7 de junho de 2024, 20:37