Prontuário Afetivo constrói vínculos positivos entre pacientes e equipe do Hospital da Criança

O projeto tem o objetivo de conhecer o paciente e oferecer um atendimento individualizado

Ficar internado em um hospital não é uma situação fácil, principalmente quando se trata de crianças. Remédios, agulhas, exames, repouso obrigatório tornam a estadia dos pequenos ainda mais difícil. Por isso, ações de humanização são de extrema importância para tentar deixar o ambiente hospitalar mais agradável. Entre elas está o Prontuário Afetivo, projeto que há um ano vem sendo desenvolvido no Hospital da Criança Dr. José Machado de Souza (HC). 

Implantado em abril de 2022 na unidade pediátrica, o Prontuário Afetivo é direcionado aos pacientes hospitalizados por um período maior que dez dias. Nele, as crianças são estimuladas a contar, através de desenhos e frases, um pouco do cotidiano delas fora do hospital com informações que tenham um valor sentimental, tais como: preferências pessoais, brincadeiras favoritas, comida que mais gosta, relação com familiares e amigos, entre outros. 

Aplicado pelo setor de Psicologia do Hospital da Criança, o Prontuário Afetivo tem o objetivo de conhecer e acolher pacientes hospitalizados, utilizando um atendimento pessoal e humanizado, como afirma a psicóloga Ivanesk Andrade. “Essa iniciativa busca desenvolver o imaginário da criança, trabalhando de forma lúdica e contribuindo com o processo de vinculação entre a equipe assistencial e sua rede de apoio. Construindo, dessa forma, uma relação de respeito, afeição e confiança entre paciente, familiares e equipe assistencial, tornando o atendimento mais humanizado e focado nas singularidades de cada indivíduo”, explica ela. 

Sobre a recepção e reação dos pacientes com a atividade, Ivanesk ressalta que são muito positivas. “Os pacientes, a princípio, tendem a demonstrar timidez. Mas, à medida que vão se inteirando do projeto por meio das informações e dos recursos utilizados, são bastantes colaborativos, e tanto eles quanto os familiares ficam felizes e satisfeitos ao executar as atividades propostas”, destaca ela. 

Para a dona de casa, Jaciara de Franca Silva, que acompanha o filho Pedro Kauan, internado no Hospital da Criança, o Prontuário Afetivo foi muito importante pois resgatou atividades semelhantes às que ele realiza na escola. “Achei bem educativo e muito bom para as crianças, pois desperta eles e estimula. E isso é muito bom, pois como ele está há algum tempo sem poder ir para a escola, ele está sentindo falta dessa rotina. Ele adorou fazer as atividades”, contou.

De acordo com a superintendente do HC, Catharina Costa, a iniciativa foi inspirada em outra unidade de saúde onde ela conheceu o método. “O Prontuário Afetivo, na verdade, foi uma inspiração depois que vimos que era um processo de humanização instituído lá no Hospital Universitário de Lagarto. E ele visa, principalmente, tornar o atendimento individualizado. A gente transpassa a condição de saúde do paciente que está internado, buscando entendê-lo não como um indivíduo doente, mas como indivíduo em toda a sua complexidade, que merece respeito e que merece ser atendido de acordo com suas características”, concluiu.

Publicado: 29 de maio de 2023, 15:51 | Atualizado: 29 de maio de 2023, 15:52