Lançamento do ‘Opera Sergipe’ prevê quinze tipos de cirurgias eletivas

Os usuários cadastrados no Programa poderão realizar os procedimentos cirúrgicos em até 60 dias

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), lançou neste sábado, 22, o Programa ‘Opera Sergipe’, no Centro Especializado de Reabilitação IV José Leonel Ferreira Aquino (CER IV). Durante a solenidade, os pacientes já cadastrados e regulados foram atendidos pelos profissionais da saúde para o encaminhamento das respectivas cirurgias.

Os pacientes já regulados passarão por procedimentos cirúrgicos eletivos de média e alta complexidade: histerectomia total; histerectomia c/anexectomia; colecistectomia; postectomia; histerectomia (por via vaginal); correção cirúrgica de hidrocele; hernioplastia incisional; hernioplastia umbilical; hemorroidectomia; laqueadura tubária; colpoperioneoplastia anterior e posterior; hernioplastia epigástrica; hernioplastia inguinal bilateral; hernioplastia inguinal/crural (unilateral); hernioplastia recidivante.

O secretário da Saúde, Walter Pinheiro, destacou a importância do programa para a população. “Desenvolvemos durante esses meses a meta estipulada pelo governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, do enfrentamento da fila de cirurgias eletivas. Neste dia, o evento contou com a presença de mais de mil pacientes previstos para serem atendidos, onde todos os processos de tratamento foram feitos, desde a consulta até a data da marcação da cirurgia. Temos o objetivo que assim que o paciente fizer o cadastro, essas cirurgias aconteçam no prazo de sessenta dias”, contou o secretário.

Os pacientes passaram pelo cadastro e foram encaminhados para avaliação médica. “Esse paciente é acolhido e caso tenha o perfil dessa primeira fase do ‘Opera Sergipe’ em uma das 15 cirurgias elencadas, ele vai ter a sua demanda encaminhada e já sai do evento com a data da cirurgia marcada. Caso não tenha o perfil de cirurgias no momento, ele também será avaliado e direcionado para atendimento”, explicou o médico cirurgião, Samuel Machado.

Os usuários que foram cadastrados irão aguardar o prazo de até 60 dias para fazer a cirurgia. A assistida do ‘Opera Sergipe’ do município de Boquim, Jane Selma, comemorou que com a cirurgia marcada, vai voltar para casa com esperança de ter uma vida com mais saúde. “Estou muito feliz de estar aqui, quero agradecer ao Governo do Estado, à Secretaria de Estado da Saúde, ao prefeito de Boquim e aos profissionais do Hospital Amparo de Maria que me acolheram com tanto amor e carinho. Graças ao SUS, vou fazer a histerectomia e tenho certeza que vou ter uma excelente recuperação, com fé em Deus”, declarou.

Ambulatório de retorno

Outra novidade no lançamento foi o acolhimento das pessoas que não estão na fila de espera para as cirurgias eletivas elencadas pelo ‘Opera Sergipe’. Nessa primeira fase, os pacientes foram direcionados para o Ambulatório de Retorno, onde foram atendidos por sete médicos clínicos.

“Avaliamos a necessidade de algum procedimento cirúrgico, no qual os profissionais realizaram atendimento clínico junto com a solicitação de exames, onde a pessoa já sai com a consulta marcada do Ambulatório de Retorno”, explicou a coordenadora do ‘Opera Sergipe’, Cláudia Pardo.

Unidade Móvel “Fique Sabendo”

Além do processo de triagem para as cirurgias eletivas, a Unidade Móvel ‘Fique Sabendo’ esteve presente disponibilizando testes de HIV, Sífilis e Hepatites B e C, para uma média de 200 pessoas. “Hoje vamos ter um público bastante diversificado, não só em questão da orientação sexual como também para o público que precisa ter acesso ao teste”, explicou o médico Almir Santana, do Programa de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, HIV/Aids e Hepatites Virais.

Sobre o Programa

O ‘Opera Sergipe’ é um programa do Governo do Estado que tem o objetivo de ampliar a oferta de cirurgias, com a diminuição do tempo de espera dos usuários para a realização de procedimentos eletivos de média e alta complexidade, nos 75 municípios, garantindo o acesso regulado, atenção humanizada, qualificada e segura.

O investimento previsto é de mais de 56 milhões, proveniente de verba do Estado e da bancada sergipana, bem como da União. A princípio, serão realizadas mais de dez mil cirurgias eletivas, em diversas especialidades.

Passos a serem seguidos pelos usuários

Para ter acesso ao Programa, basta ir a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência ou em um dos hospitais do Programa: Hospital Senhor dos Passos, Hospital Nossa Senhora da Conceição e o Hospital Amparo de Maria.

Após a consulta na UBS ou nos hospitais, o paciente será encaminhado para consulta com um cirurgião, que irá cadastrar, caso necessário, o usuário no Programa. Com o cadastro concluído, será possível acompanhar todo o processo pelo site ou aplicativo ‘Opera Sergipe’, disponível nos sistemas IOS e Android.

Foto: Flávia Pacheco e Mário Sousa

Publicado: 22 de julho de 2023, 13:27 | Atualizado: 25 de julho de 2023, 15:48