Vigilância em Saúde Ambiental indica cuidados à população em casos de enchentes

A Gerência de Vigilância em Saúde Ambiental, órgão da Secretaria de Estado da Saúde, elaborou uma série de recomendações úteis para a população, em casos de enchentes. Os cuidados com a saúde, em emergências dessa natureza, passam pelo Cartão de Vacinação, medicamentos, alimentos e a água a ser consumida.

Segundo as recomendações, é importante conferir o Cartão de Vacinação de toda a família. Se alguma vacina não estiver em dia, é necessário procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima da casa para receber o imunizante e atualizar o cartão. “É aconselhável guardar os cartões de vacina em lugar seguro e leva-los consigo caso tenha que ir para um abrigo”, orientou o gerente de Vigilância em Saúde Ambiental, Alexsandro Bueno.

Os medicamentos e insumos (seringas e termômetros) também devem ser guardados em lugar seguro e se alguém da família faz uso de algum medicamento de uso contínuo é importante mantê-lo em lugar de fácil acesso, caso tenha que sair de casa às pressas. Lembrar-se de levar também a receita médica, porque ela pode ser necessária.

Guardar os alimentos em lugares elevados é uma medida acertada. Assim, os mantêm longe do alcance dos ratos, insetos e animais. Assim, a água da enchente e a lama não os alcançarão. É também ideal guardar os alimentos e a água engarrafada longe de produtos de higiene pessoal, de limpeza, de inseticidas, raticidas, de uso veterinário contra pulgas e carrapatos e produtos de uso em jardins, como adubos, fertilizantes e fungicidas.

“É importante lavar bem as folhas, as frutas e os legumes que a família consome com água corrente e tratada, lembrando-se de usar somente água potável (da DESO ou SAAE) para cozinhar. E, se observar alguma alteração na água, como odor, cor e gosto, entrar em contato com a Vigilância Sanitária do seu município”, salientou Bueno, observando que é importante que as pessoas evitem beber água de outras fontes que não sejam da rede deabastecimento local.

Segundo ele, se a casa recebe água de sistema de abastecimento DESO ou SAAE, é recomendável usar somente essa água. No entanto, caso a família use água de poço ou cisterna, estes devem ficar protegidos, longe do esgoto e do lixo, bem como de animais.

Bueno aconselha que as famílias montem um kit com itens pessoais básicos, documentos
(CPF, carteira de identidade, cartões de bancos), receitas médicas, medicamentos usados e de uso contínuo, Cartão do Bolsa Família, Cartão do SUS, Cartão de Vacina, Cartão da Gestante e Cartão do Idoso, entre outros. “Ponha tudo em uma caixa para facilitar seu carregamento caso tenha que sair de casa às pressas”, completou.

Telefones de serviços públicos de emergência

Disque-Saúde: 136 – funciona 24 horas; de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 18h.
Urgência e Emergência: 192
Defesa Civil: 199
Corpo de Bombeiros: 193
Disque-Intoxicação: 0800-722-6001
Polícia Militar: 190

Publicado: 1 de dezembro de 2022, 14:55 | Atualizado: 1 de dezembro de 2022, 14:58


Publicações Relacionadas