UTQ do Huse é referência no Nordeste no tratamento de queimados

A Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do Hospital de Urgências de Sergipe (HUSE), administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), é referência no Nordeste no tratamento de pessoas queimadas e premiada no XI Congresso Brasileiro de Queimaduras (CBQ), realizado em maio de 2018, ficando em segundo lugar. O evento que acontece a cada dois anos e conta com a participação de representantes de todo o país.

 

No ano passado, houve um aumento muito grande de queimaduras por álcool líquido combustível no estado, devido ao aumento no preço do gás de botijão. “As pessoas não têm dinheiro e compram álcool líquido para fazer comida e o resultado é trágico. No quarto feminino, atualmente, há três mulheres, todas elas queimadas por álcool. É gravíssimo” diz ocoordenador da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do HUSE, Dr. Bruno Cintra.

 

“Nesse congresso temos a oportunidade de mostrar os trabalhos que realizamos aqui no Huse e um deles foi justamente sobre isso, o aumento assustador de queimados por álcool em 2017, um marco no que diz respeito a queimaduras por líquidos inflamáveis, em especial o álcool, o que tem relação direta com o aumento no preço do gás de cozinha (GLP). Mandamos três trabalhos e esse foi premiado com o segundo lugar, o que nunca tínhamos sido e nem esperávamos” conta o coordenador da unidade que acrescenta “É legal, pois é uma forma de reconhecimento do Brasil. Teve um ano que apresentamos 17 trabalhos só da UTQ”.

 

Em 2017 ficaram internados no hospital 207 pacientes, quase 20 por mês, com sete óbitos.  “O ano inteiro é cheio, não apenas no São João. A maior parte dos óbitos, hoje, não é devido à queimadura, mas por causas secundárias como infecção pulmonar, septicemia. Tivemos dois infartos, um deles um paciente velhinho internado que melhorou da queimadura e depois infartou. Mas são números bons, a nossa estatística é comparável aos melhores centros do país”, ressalta Dr. Bruno.

 

Em 14 de setembro, haverá uma reunião de atualização on-line com vários centros de queimados do país, via teleconferência, organizado pela Central de Queimados de Campinas com o apoio da Sociedade Brasileira de Queimaduras. Será mensal e a cada mês alguém dará uma aula, oportunidade de reciclar conhecimentos e de trocar experiências com outros setores. “Acontecerá numa sala especial de teleconferência no Hospital Universitário providenciada pelo pessoal de residência médica e nós estaremos lá”, conclui o coordenador.

 

Fotos: Flávia Pacheco

Publicado: 30 de agosto de 2018, 07:33 | Atualizado: 30 de agosto de 2018, 07:33