SES realiza seminário voltado para a promoção da saúde da mulher

O tema discutido foi sobre como as mulheres podem viver bem na menopausa

Seguindo a programação da campanha do Outubro Rosa, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), com apoio da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), por meio da Diretoria de Atenção Primária à Saúde, promoveu, na manhã desta quarta-feira, 4, no auditório do Centro Especializado em Reabilitação José Leonel Ferreira Aquino (CER IV), o Seminário Estadual da Mulher com o tema: Menopausa – vivendo com saúde os melhores anos da sua vida, para profissionais da Atenção Primária à Saúde e profissionais da saúde de Instituições de Ensino Superior (IES).

O evento foi aberto com uma apresentação do grupo de dança Divas Guerreiras da Associação de Apoio ao Adulto com Câncer do Estado de Sergipe (Aaacase), instituição filantrópica que acolhe e assiste pacientes oncológicos oferecendo um suporte assistencial e emocional. 

O secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, que acompanhou a apresentação, ressaltou o quanto é importante desenvolver atividades para ajudar a resgatar a autoestima e levar para a sociedade a mensagem de superação para outras mulheres que precisam desse apoio.  “A apresentação nos faz refletir sobre a importância de trabalharmos ainda mais para melhorar a saúde pública no estado. Nesse momento de campanha do Outubro Rosa, me sinto no dever de reforçar a necessidade da vacinação contra o câncer de colo de útero, temos que massificar, romper paradigmas e vacinar as crianças de 9 a 14 anos. Assim, estaremos plantando uma semente da saúde para o futuro”, explicou o secretário.

O evento contou com a presença da secretária Especial de Políticas para as Mulheres, Daniela Garcia, que elogiou a ação da SES em promover discussões para aumentar a assistência para as mulheres. “A nossa Secretaria Especial não aborda, somente, sobre violência contra mulher, temos também uma diretoria específica que tem como foco a saúde da mulher. Andamos juntos com a Secretaria da Saúde, que vem desenvolvendo um excelente trabalho para a população feminina, olhando para as mulheres com carinho e cuidado”, comemorou a secretária.

Menopausa

O foco do seminário foi discutir sobre a menopausa, condição que afeta mulheres entre 45 e 55 anos, indicando a última menstruação. Com o aumento da expectativa de vida e seu impacto sobre a saúde da população feminina torna-se imperiosa a necessidade de adoção de medidas assistenciais e criação de espaços para trazer uma  abordagem de condutas para uma melhor qualidade de vida durante o fim do ciclo reprodutivo.

O diretor da Atenção Primária à Saúde (APS), Luan Cardozo, explicou que é importante desenvolver ainda mais políticas públicas direcionadas às mulheres. “O intuito é mostrar como as mulheres podem viver bem na menopausa, sem o uso de medicamentos, optando por uma vida com possibilidades preventivas e terapêuticas. E é nesse sentido, que foi o motivo do seminário: fortalecer a assistência para essa população”, disse.

Publicado: 4 de outubro de 2023, 19:07 | Atualizado: 4 de outubro de 2023, 19:10