SES orienta municípios para implementação da Caderneta de Saúde do Adolescente

A Secretaria do Estado da Saúde (SES), através da área técnica de Saúde do Adolescente e em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SEED), promoverá, na próxima quarta-feira, 12, uma reunião de apoio à implementação da Caderneta de Saúde do Adolescente nos 75 municípios de Sergipe. O evento acontecerá no auditório da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), das 9h às 12h e participarão vários profissionais da área da saúde, da educação e representantes dos municípios, tais como, coordenadores do Programa Saúde na Escola (PSE) e da Atenção Primária.

“Temos uma programação iniciando com a apresentação de todos, com uma proposta de falar sobre a adolescência e também sobre a política da caderneta e a importância dela para nosso estado e para as atividades de ações em saúde nos municípios” diz a referência técnica da SES para o PSE, Luciana Boaventura.

Estão sendo disponibilizados mais 24 mil exemplares aos municípios. Os gestores poderão retirar a partir de amanhã, 12, no almoxarifado da SES de acordo com o quantitativo de cada município. “A Caderneta é referência em informações relevantes e orientações para o autocuidado do adolescente, informados eles terão condições de se cuidar melhor”, conclui a referência técnica.

A Caderneta de Saúde do Adolescente é um instrumento informativo de saúde criado pelo Ministério da Saúde (MS) em 17 de dezembro de 2009 por meio da portaria ministerial nº 3147. Trata-se de um livreto com 50 páginas, masculino e feminino, para adolescentes a partir de 10 anos, que contém informações sobre crescimento e desenvolvimento, alimentação saudável, saúde sexual e reprodutiva, sexualidade, tabagismo, enfrentamento ao álcool e outras drogas, cartão de vacina, direitos do adolescente, saúde bucal e outras questões associadas ao universo do adolescente.

“É um instrumento muito importante de informação para adolescente e de monitoramento para os profissionais de saúde, de educação, porque há informações sobre a saúde individual de cada adolescente que podem ser registradas nela. Em 2013 foi concluída a implantação em todo o território do estado de Sergipe, ou seja, todos os municípios sergipanos têm a caderneta implantada através de suas estratégias na atenção primária e agora é o momento de prover um quantitativo para aqueles adolescentes que passaram de 9 para 10 anos”, informou Luciana.

Estão sendo disponibilizados mais 24 mil exemplares aos municípios. Os gestores poderão retirar a partir de amanhã, 12, no almoxarifado da SES de acordo com o quantitativo de cada município. “A Caderneta é referência em informações relevantes e orientações para o autocuidado do adolescente, informados eles terão condições de se cuidar melhor”, conclui a referência técnica.

Fotos: Flávia Pacheco

Publicado: 12 de setembro de 2018, 07:59 | Atualizado: 12 de setembro de 2018, 07:59