SES discute com coordenadores municipais de imunização estratégias para ampliar cobertura vacinal em Sergipe

A reunião de técnicos do Programa Estadual de Imunização e Atenção Primária da SES com os coordenadores municipais aconteceu no auditório do Centro Administrativo da Saúde, nesta quarta, 23. A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, fez a abertura do encontro com um apelo para que os municípios se engajem ainda mais no programa Vacina Mais Sergipe, e aprimorem suas estratégias para ampliar a cobertura vacinal, não só da Covid-19, mas de todas as vacinas do calendário para crianças, adolescentes, adultos e idosos. As metas estão abaixo da preconizada pelo Ministério de Saúde que é de 95% de cobertura.

“Temos em Sergipe uma quantidade elevada de pessoas sem vacinação. Os municípios precisam pensar nas suas estratégias de buscativa dessa população que não está com o cartão de vacina atualizado. Chamamos a atenção do nosso papel na saúde pública de fazer não só com que a vacina chegue para todos, mas que a população seja conscientizada da importância da imunização para que doenças imunopreviníveis não façam vítimas em Sergipe”, disse Mércia.

A gerente do Programa de Imunização da SES, Sândala Teles, destacou que a reunião serviu para demonstrar a preocupação da SES com os números da vacinação no Estado. “Precisamos avaliar as coberturas vacinais, tanto de rotina quanto de campanha. Estamos aqui, juntos, para discutir novas estratégias para alcançar esse público que não foi vacinado ou está com a vacinação incompleta. Precisamos, urgente, melhorar os números em Sergipe. Já fizemos a atualização do calendário vacinal com 48 municípios este ano e já temos mais 11 municípios agendados para 2023”, falou Sândala.

Covid-19

Com relação à vacinação contra a Covid-19, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela SES ontem, 22, a cobertura vacinal está em 87,87% para primeira dose, 81,26% para segunda dose, 61,10% para a 1ª dose de reforço e 30,83% para a 2ª dose de reforço.

“Ontem nós emitimos um alerta epidemiológico por causa dos aumentos de casos de Covid-19 em Sergipe na última semana com as recomendações de uso da máscara em ambientes fechados, com aglomeração de pessoas e os coordenadores têm que passar isso pra população. É preciso fazer gestão do risco. Nossa população tem que está atenta à saúde. Precisamos, também, aumentar a cobertura vacinal e a testagem mesmo em pessoas com sintomas leves porque a vacina consegue atenuar os desconfortos causados pela Covid-19, mas os grupos vulneráveis têm risco de agravamento”, alertou a secretária.

Outras vacinas

A vacinação de crianças menores de um ano em Sergipe, apresenta menos de 80% de cobertura. É o caso da Pentavalente (Difteria, Coqueluche, Tétano, Hepatite B e Haemophilos Influenzae B) com 73%; Pólio com 72%; Pneumo-10 com 78%; Meningocócica C com 75%.

Já a vacinação para crianças de um ano, há a Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola) com 80% de cobertura; Hepatite A com 70% e Varicela com 68%.

Foto: Flávia Pacheco

Publicado: 23 de novembro de 2022, 12:43 | Atualizado: 23 de novembro de 2022, 12:43


Publicações Relacionadas