Sergipe oferece atendimento especializado para vítimas de abuso e exploração sexual infantil

Crai Sergipe é primeiro do Norte e Nordeste e o segundo do Brasil com espaço físico e assistência qualificada

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) conta com um espaço para cuidar das crianças e adolescentes até os 17 anos, 11 meses e 29 dias que são vítimas de violência sexual no Estado. Trata-se do Centro de Referência no Atendimento Infantojuvenil (Crai). O Crai faz um atendimento diferenciado com profissionais especializados e chama a atenção para a importância do 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil. A data integra as ações do Maio Laranja, que é uma campanha de alerta sobre  a exploração e abuso sexual contra crianças e adolescentes no Brasil. 

De acordo com a coordenadora do Crai e superintendente da MNSL, Lourivânia Prado, são atendidas cerca de 15 a 20 crianças e adolescentes por dia, com uma média de seis casos novos que necessitam de acompanhamento interdisciplinar.”São muitas crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual que são acompanhadas pelos nossos especialistas. Infelizmente, todos os dias chegam casos novos”, explicou.

No primeiro trimestre deste ano, o Crai realizou 456 atendimentos médicos, 300 psicológicos, 277 do Serviço Social, 250 coletas de material para exames, entre outros procedimentos, como 68 perícias médicas realizadas. O Crai foi inaugurado em 6 de dezembro de 2022, fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o Ministério Público do Estado de Sergipe (MPE) e o Ministério Público do Trabalho em Sergipe (MPT). 
 
“O nosso centro de referência segue avançando na proteção e acolhimento de vítimas de violência sexual, realizando atendimento em único lugar, evitando a exposição da vítima a diversos ambientes. Todos os atendimentos necessários são realizados aqui, como o de saúde e o boletim de ocorrência, por exemplo”, informou a assistente social Ingrid Lima. 

Pioneirismo


O Crai Sergipe é o primeiro do Norte e Nordeste e o segundo do Brasil com espaço físico e assistência qualificada, exclusivamente para esse público. “Nós fomos ao Rio Grande do Sul conhecer o primeiro Crai do país, localizado em Porto Alegre. Entendemos que era algo muito diferenciado e muito importante, então o MPT, com o MPE e com a Justiça do Trabalho, destinou recursos de multas de empresas para a construção do Crai Sergipe e para a compra de equipamentos e mobiliários, tudo o que foi necessário, exceto o pessoal que foi fornecido pelo Governo do Estado. Foi o resultado de um trabalho conjunto para fornecer um serviço de qualidade, pois são profissionais muito competentes”, relatou o procurador do MPT, Emerson Albuquerque Resende. 

O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 19h. Nos finais de semana, noite e feriados, as vítimas recebem o atendimento emergencial na rede de urgência hospitalar do Estado e têm seguimento assistencial no Crai.

Ação

Para conscientizar a população sobre o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, a SES, em parceria com a Secretaria de Estado da Assistência Social, Inclusão e Cidadania (Seasic) e a Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc), realizará neste sábado, 18, às 16h, a caminhada ‘Faça Bonito’, com saída dos Arcos da Orla da Atalaia em direção ao Lagos da Orla.

Fotos: Ascom SES

Publicado: 17 de maio de 2024, 12:45 | Atualizado: 17 de maio de 2024, 12:45