Secretaria de Saúde  reforça a importância da vacinação contra o HPV

A vacina é indicada para meninas e meninos de 09 a 14 anos, e está disponível nas Unidades Básicas de Saúde

Em alusão ao Dia Internacional de Conscientização sobre o HPV,  celebrado nesta segunda-feira, 4, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforça a importância da vacinação, que é indicada para meninas e meninos de 09 a 14 anos de idade. Em consonância com o tema, a SES e a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), desenvolvem ações que estão inseridas no Programa Saúde na Escola (PSE), instituído pelo Ministério da Saúde (MS), que além de trabalhar diversos temas relacionados à saúde integral, estimula a importância da vacinação dos estudantes.

Segundo o Ministério da Saúde, o HPV  é um vírus que infecta pele ou mucosas (oral, genital ou anal), tanto de homens quanto de mulheres, provocando verrugas anogenitais (região genital e no ânus) e câncer, a depender do tipo de vírus. Em Sergipe, em 2023, a vacinação contra o HPV atingiu (62,29%) com a primeira dose em meninas e (47%) com a segunda dose, enquanto que a primeira dose em meninos atingiu (41,54%) e (42%) com a segunda dose.

De acordo com a gerente interina do Programa de Imunização da SES, Illani Paulina, a vacinação é uma ação segura e responsável pela diminuição ou eliminação de doenças. “A vacina do HPV protege contra o Papiloma Vírus Humano e os seis subtipos, especificamente o 6, 11, 16 e o 18. Ela dá uma proteção para que a pessoa não desenvolva o HPV, porque uma das consequências da infecção é o desenvolvimento do câncer de colo de útero, do câncer peniano ou do câncer de orofaringe, por isso é importante que as crianças e os adolescentes se imunizem. Para se vacinar, além de ter a oportunidade por meio do PSE, a pessoa pode procurar o serviço de saúde ou se tiver alguma condição especial, seja um paciente imunossuprimido, seja um paciente que esteja fazendo tratamento oncológico, deve buscar o Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE)”, reforçou.

Programa Saúde na Escola

O PSE tem o objetivo de contribuir para a conscientização dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, tendo em vista o enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede de ensino. Entre as ações desenvolvidas está a de imunização contra as doenças  imunopreveníveis, como o HPV.

Segundo a referência técnica da SES para o Programa Saúde na Escola, Suziani Soares, o público beneficiário do PSE são os estudantes da educação básica, gestores e profissionais de educação e saúde, comunidade escolar e, de forma mais amplificada, estudantes da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). “É um programa destinado a todos os municípios, e as escolas são pactuadas de forma integral, sem restrições de nível de ensino. Em Sergipe 100% dos municípios aderiram ao programa no último biênio, que compreende o ciclo 2023/2024”, explicou.

A técnica elenca as temáticas trabalhadas. “Entre as ações que vão ser trabalhadas nesse biênio estão as temáticas da alimentação saudável e prevenção da obesidade; promoção da atividade física; promoção da cultura de paz e direitos humanos; prevenção das violências e dos acidentes; prevenção de doenças negligenciadas; prevenção ao uso de álcool, tabaco, e outras drogas; prevenção à Covid-19; saúde ambiental; saúde bucal; saúde auditiva; saúde ocular; saúde mental; saúde sexual e reprodutiva e prevenção do HIV/IST; e verificação da situação vacinal”, pontuou Suziani.

Publicado: 4 de março de 2024, 11:10 | Atualizado: 4 de março de 2024, 11:10