Saúde realiza reunião de planejamento estratégico com gestores das unidades da rede estadual 

O alinhamento tem como objetivo criar estratégias e avaliar ações para qualificar e otimizar ainda mais os serviços

Com o intuito de alinhar estratégias para qualificar ainda mais a rede estadual de saúde, a Secretaria de Estado da Saúde  (SES) reuniu na manhã desta sexta-feira, 3, gestores das unidades hospitalares. A iniciativa teve como objetivo avaliar todas as ações ao longo do ano, bem como traçar estratégias para otimizar os serviços.

Na ocasião, o secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, destacou que a reunião estratégica, além de ser importante para gestão, tem impacto direto na ponta da assistência, ou seja, nas unidades de saúde que disponibilizam o serviço à população.

De acordo com o superintendente do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe), Dênison Pereira,  as avaliações são essenciais para os avanços. “Sem esse diagnóstico situacional, sem o  envolvimento e sem acompanhar como se encontram os nossos serviços, a gente não tem como gerenciar. Então por isso que este é um marco importante. Nós temos um cronograma para apresentar os nossos diagnósticos, o nosso plano de ação que envolva o máximo de pessoas possível, para que tenhamos cada pasta alinhada”, disse.

A superintendente do Hospital da Criança, Catharina Costa, reforça a necessidade do alinhamento entre a gestão. “Estamos trabalhando para uma  saúde de qualidade efetiva, com recursos bem empregados. Durante os encontros,  acabamos compartilhando os anseios e também as respostas. É necessário este momento para traçarmos estratégias mais efetivas para resoluções”, ressalta.

Segundo a superintendente da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Vicente de Paulo, em Tobias Barreto, no centro-sul do estado, Maria Angélica Trindade, o feedback é super importante. “A fusão entre a Secretaria de Estado junto às Unidades Básicas de Saúde (UBSs), UPAs e hospitais regionais só tende a melhorar os serviços. A gente consegue alinhar os problemas técnicos administrativos, e assistenciais, e amplia o contato com outras regionais. Ponto super positivo para a Saúde”, pontuou.

Fotos: Flávia Pacheco

Publicado: 3 de novembro de 2023, 16:04 | Atualizado: 3 de novembro de 2023, 16:04