Saúde realiza ações preventivas em Pirambu durante o Verão Sergipe 2024

Além da presença do ‘Camisildo’, foram entregues ao público preservativos e folhetos informativos sobre a Profilaxia Pós-Exposição 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Vigilância Epidemiológica em Saúde, realizou ações preventivas durante o Verão Sergipe, em Pirambu, que acontece de 2 a 4 de fevereiro.  Os pirambueses e turistas que estiveram por lá, para curtir as atrações com muita música, receberam preservativos femininos e masculinos, além de orientações acerca da importância da prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis, como também informações sobre a  Profilaxia Pós-Exposição (PEP).

 A foliã Rose Lima, natural de São Paulo, há seis anos mora em Pirambu, e estava animada para curtir a festa. “É um evento delicioso de participar, muita animação. E ainda mais, ao chegar aqui, me deparo com esse carro icônico do Camisildo que me chamou muita a atenção, tanto na questão estética, quanto nas informações que ele nos proporciona. Achei muito legal a iniciativa dos profissionais de saúde, temos que ficar ligados mesmo quando o assunto é vida sexual”, falou. 

Já a visitante do município de Santo Amaro, Cláudia Santana, relatou que gostou de ver equipes distribuindo preservativos e passando informações sobre as ISTs. “É a primeira vez que vou a um evento que possui tantas ações educativas  e de fácil acesso à população. Eles chegam, conversam com a gente, nos entregam camisinha, essa ação corpo a corpo é importante demais para que facilite o nosso entendimento. Pude conhecer até a PEP, que antes eu não sabia exatamente o que era”, frisou. 

De acordo com o médico e referência técnica do Programa ISTs/Aids, Almir Santana, é de fundamental importância estar nesses eventos onde há uma aglomeração maior, para assim, facilitar a disseminação de informações e distribuição de preservativos para prevenir essas infecções. “Quando a população tem acesso às campanhas educativas, é possível conhecer os riscos das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e do vírus da imunodeficiência humana (HIV). Sabendo dos riscos, isso facilita a adesão à prevenção”, explicou o médico.

Uso da PEP

A Profilaxia Pós-Exposição (PEP) é o uso de medicamentos antiretrovirais por pessoas após terem tido um possível contato com o vírus HIV em situações como, por exemplo, violência sexual, relação sexual desprotegida (sem o uso de camisinha ou com rompimento da camisinha), acidente ocupacional (com instrumentos perfurocortantes ou em contato direto com material biológico).

Para funcionar, a PEP deve ser iniciada logo após a exposição de risco, em até 72 horas, mas o ideal é nas primeiras duas horas. A pessoa exposta ao risco deve fazer o teste rápido e, caso o resultado dê não reagente, iniciar a profilaxia com medicamentos por 28 dias. Ao completar 30 dias, a pessoa exposta ao risco repetirá os testes rápidos. Os exames deverão ser repetidos após 60 e 90 dias. 

Outros serviços da Saúde

Além das ações preventivas, os foliões contaram com a assistência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe), presente em todos os dias do Verão Sergipe, para atender eventuais ocorrências durante o evento. 

A festa contou ainda com a Vigilância Sanitária Estadual, que promoveu um trabalho de prevenção por meio de vistorias e orientações de armazenamento e comercialização dos alimentos para os estabelecimentos presentes no evento.

Verão Sergipe

O Verão Sergipe é realizado pelo Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap), em parceria com o Ministério da Cultura, com patrocínio do Banese e Energisa, e conta com apoio das prefeituras de Itaporanga d’Ajuda, Pacatuba, Canindé de São Francisco e Pirambu e Deso.

Fotos: Mário Sousa

Publicado: 3 de fevereiro de 2024, 11:44 | Atualizado: 3 de fevereiro de 2024, 11:44