Saúde Estadual discute com Aracaju estratégias para enfrentamento da sazonalidade da síndrome Gripal

Nos casos de baixa e média complexidade, a orientação é que os responsáveis pelas crianças busquem atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, para não sobrecarregar os hospitais

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou nesta terça-feira, 13, reunião com a Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju (SMS), para discutir estratégias de enfrentamento à alta demanda pediátrica, no que se refere às Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), causada pelo período de sazonalidade. Durante as discussões, foi destacada a importância da Atenção Primária à Saúde na primeira assistência às crianças que precisam de atendimento de baixa complexidade nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Somente este ano o Governo do Estado ampliou para 47 o número de leitos pediátricos em Sergipe. Além disso, vem dialogando com os municípios para aumentar a disponibilização de serviços na Atenção Primária, tendo em vista que mais de 70% das necessidades de atendimentos pediátricos são de baixa complexidade, podendo ser resolvidos nas UBSs.

Para o secretário da Saúde, Walter Pinheiro, o enfrentamento da sazonalidade deve ser resolvido de forma compartilhada com os municípios. “É uma situação que precisamos coordenar as ações e buscar soluções que sejam plausíveis para o período de sazonalidade da pediatria. Por isso, destacamos a importância da vacinação nas crianças e a atuação da Atenção Primária nas UBSs, além das medidas de prevenção, como evitar locais aglomerados, caso apresente sintomas gripais, principalmente durante os festejos juninos”, destacou o secretário.

Os gestores ainda abordaram alternativas de melhorias para fortalecer a Atenção Primária em todo o estado, seja com a capacitação de profissionais da saúde que atuam nas UBSs e portas de urgências ou em campanhas educativas para reforçar a promoção e prevenção da saúde.

A secretária de Aracaju, Waneska Barboza, que esteve presente na reunião, ressaltou a importância da discussão entre as secretarias. “Foi uma reunião extremamente importante entre o município de Aracaju e a SES, onde discutimos estratégias para o enfrentamento do período de sazonalidade pediátrica. Começamos a fazer a ampliação desde o final de maio com dez UBSs e agora no início de junho ampliamos para mais sete unidades, totalizando 17 UBSs, que estão com oferta exclusiva para crianças com síndromes gripais de baixa e média complexidade. O nosso objetivo é reforçar a orientação aos pais para que procurem as UBSs para não sobrecarregar as portas de urgência. Por isso, é essencial essas discussões para que possamos fazer um trabalho efetivo de referência e contrarreferência”, disse Waneska.

“A SES tem buscado diversas alternativas para uma melhor assistência à população, junto aos 75 municípios, a fim de proporcionar atendimento mais abrangente e qualificado. A reunião foi bastante construtiva para pensar estratégias fundamentais diante do acréscimo de casos de SRAG  no período da sazonalidade”, salientou a diretora de Atenção Especializada da SES, Marli Francisca Palmeira.

Foto: Mário Sousa

Publicado: 13 de junho de 2023, 20:12 | Atualizado: 13 de junho de 2023, 20:12