LIRAa identifica quatro municípios sergipanos em situação de alto risco de infestação pelo Aedes aegypti

O estudo mede a presença do vetor nas localidades pesquisadas a fim de verificar a presença do mosquito causador da dengue, zika e chikungunya

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou nesta segunda-feira, 25, o Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (LIRAa) realizado no mês de setembro. O estudo, que tem o objetivo de medir a presença do vetor nas localidades pesquisadas, apontou que quatro municípios sergipanos apresentaram índice elevado de infestação pelo mosquito. Também foi verificado que 42 municípios estão em situação de média infestação, e outros 29 com baixo risco.

O levantamento considera como índice satisfatório os valores de 0 a 0,9; média infestação, de 1 a 3,9; e alto risco, acima de 4. Os municípios com alto índice de infestação são Japoatã (4,4), no baixo São Francisco; Nossa Senhora da Glória (5,9), no alto sertão; Simão Dias (6,5), no centro-sul; e Salgado (7,3), no sul do estado. 

De acordo com a gerente de Endemias da SES, Sidney Sá, o levantamento é importante para monitorar a presença do vetor no território sergipano. “O LIRAa é feito por meio de uma pesquisa durante cinco dias, realizada pelos agentes de endemias dos municípios. É importante salientar aos gestores que continuem observando a situação desses casos nos territórios que apresentaram baixo e médio risco de infestação”, observou a gerente. 

Quanto ao número de casos, foram confirmados, até o mês de setembro, 2.262 casos de dengue, 1.353 casos de chikungunya e 183 de zika. Para o controle do mosquito, é fundamental que a população fique atenta e adote medidas preventivas como retirar o lixo acumulado nos quintais da residência, observar os reservatórios de água e limpar as calhas dos telhados. Esses são cuidados básicos, mas necessários para controlar a proliferação do mosquito Aedes aegypti.  

Sintomas

Os sintomas da dengue, zika e chikungunya são comuns entre si. As pessoas infectadas geralmente têm febre, dor de cabeça e no corpo. Contudo, caso apresente outros sintomas mais específicos, a pessoa deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência para uma avaliação médica.

Publicado: 25 de setembro de 2023, 16:07 | Atualizado: 25 de setembro de 2023, 16:07