Governo e HU retomam Projeto Consulta Oftalmológica

O Governo do Estado através das Secretarias de Estado da Saúde (SES) e da Educação (SEED) retomaram o Projeto Consulta Oftalmológica, em parceria com o Hospital Universitário (HU). O objetivo melhorar a qualidade de vida dos estudantes e, consequentemente, o rendimento escolar, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE). Graças a essa parceria o Hospital Universitário (HU) voltou a receber alunos de escolas estaduais e municipais do estado de Sergipe para a realização de consultas oftalmológicas para diagnóstico de erros de refração como miopia, astigmatismo, presbiopia e hipermetropia. Em 2016 o projeto atendeu 621 crianças.

Os serviços são ofertados a alunos de 7 a 12 anos, inicialmente dos municípios da região de Estância, em sequência as demais regiões. Os estudantes que estão nas escolas do Programa Saúde na Escola passam por uma triagem oftalmológica no município, que define a acuidade visual e, aqueles que apresentam necessidade de uma avaliação oftalmológica, são encaminhados ao consultório itinerante no Hospital Universitário (HU).

“Há um container fixo no HU, equipado como consultório oftalmológico, com todos os aparelhos necessários para a realização das consultas e dos exames médicos de refração, identificando qual é o tipo do problema e a indicação do uso dos óculos. Há também, no local, um laboratório, e as crianças que precisam de óculos já saem com eles prontos e revisados. É oferecida uma variedade de armações com modelos, tamanhos e cores diferentes para que as crianças possam escolher”, informa a referência técnica do PSE, Luciana de Oliveira Boaventura.

Os atendimentos acontecem semanalmente nas segundas e quartas-feiras, das 13 às 17 horas. São atendidas 12 crianças por dia e o transporte é disponibilizado pela Secretaria de Estado da Educação (SEED). “Um ônibus com motorista vai buscar os educandos nos municípios, juntamente com acompanhante e um responsável da Secretaria Municipal de Saúde ou da Secretaria Municipal da Educação. No HU são abertos os prontuários e iniciados os procedimentos pré-consulta para os atendimentos”, comenta Luciana. 

Além das consultas e exames oftalmológicos, se for necessário um exame mais detalhado ou qualquer outro tipo de procedimento relativo à visão, que não seja feito dentro do consultório oftalmológico, a criança é encaminhada para o HU. “Depois de aberto o prontuário, os educandos passam a fazer parte como pacientes do hospital sendo acolhidas em suas necessidades”, conclui Luciana Boaventura.

Publicado: 8 de agosto de 2018, 08:10 | Atualizado: 8 de agosto de 2018, 08:10