Governo do Estado triplica o número de leitos de UTI pediátrica em menos de dois anos

Os 30 leitos de UTIP são divididos entre o Huse, HUA/UFS e Hospital Santa Isabel

Em um ano e seis meses, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), ampliou o número de leitos pediátricos em todas as criticidades. Somente em leitos de Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP), Sergipe saiu de dez para 30 leitos, o que corresponde a um aumento de 200%. Com essas ampliações, a rede estadual de saúde pediátrica atualmente conta com um total de 327 leitos. No início desta gestão, a rede contava com 238 leitos, ou seja, foram incorporados mais 89 leitos, o que representa cerca de 40% de ampliação de leitos pediátricos no estado.

Os 30 leitos de UTIP são divididos entre o Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse), o Hospital Universitário de Aracaju da Universidade Federal de Sergipe (HUA/UFS) e o Hospital e Maternidade Santa Isabel.

O secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, destaca que todos os esforços estão sendo empregados para o enfrentamento às doenças sazonais. “O governador Fábio Mitidieri vem priorizando a saúde das nossas crianças e concretizando as ações por meio dos diversos investimentos já realizados. Os números mostram que estamos ampliando a oferta de serviços, expandindo a rede assistencial de forma geral. Neste período de sazonalidade das síndromes gripais, seguimos reforçando as ampliações dos leitos pediátricos, seja em unidades próprias ou complementares, fruto do nosso planejamento para enfrentamento da sazonalidade. Mostramos em ações efetivas que os investimentos não param e que estamos dispostos e preparados para enfrentar os desafios existentes”, disse.

Para o diretor da Diretoria Operacional da Saúde (Dops), Waltenis Júnior, esse avanço significativo em menos de dois anos, ocorre em virtude de um longo planejamento entre a gestão envolvida. “Nos programamos com antecedência para esse período, por isso elaboramos um plano de enfrentamento à sazonalidade da pediatria, onde chegamos a números importantes esse ano. A SES teve o cuidado não só de aumentar o número de leitos, como também trabalhou nos outros níveis assistenciais. Direcionamos o olhar para o paciente crítico, para o paciente grave, mas também para aqueles outros espaços que comportam a rede. Ou seja, abrimos pontos de observação, leitos de enfermaria, leitos críticos, como leitos de semi-intensiva e leitos de estabilização, além dos leitos críticos”, explicou o diretor.

Entregas gerais concretizadas

Para o enfrentamento às doenças sazonais deste ano, o Governo do Estado já entregou 58 novos leitos, sendo seis no Huse (vermelha); 25 no Santa Isabel (dez leitos de enfermaria e 15 semi-crítico); dez unidades no Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro (dois leitos da Ala vermelha e oito pontos de observação); um no Hospital Regional de Itabaiana (vermelha); um no Hospital Regional de Glória (vermelha), cinco leitos no Hospital Universitário de Lagarto (semi-crítico) e dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva no Hospital Universitário de Aracaju.

Fotos: Flávia Pacheco

Publicado: 11 de junho de 2024, 18:48 | Atualizado: 11 de junho de 2024, 18:48