Governo de Sergipe investe em modernização e amplia capacidade de atendimento no Huse

Os investimentos em melhorias, equipamentos e mobiliários, ao longo do ano, passam de R$ 4 milhões

Na perspectiva de prestar um atendimento cada vez mais qualificado aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no estado, o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), tem investido em modernização e reestruturação no Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse). Com as novas intervenções, a unidade hospitalar, referência estadual em média e alta complexidade, ampliará em 50% da capacidade em Leitos de Retaguarda da Observação Clínica, antiga Ala Azul, considerada a porta de entrada do Huse.

Os Leitos de Retaguarda, que atendem os pacientes com mais de 24 horas de assistência hospitalar, funcionavam com 30 pontos de cuidados (leitos). Após a reforma, a estrutura passa a contar com 15 novos pontos de cuidados. A revitalização no maior hospital público de Sergipe visa propiciar um ambiente mais acolhedor, trazendo conforto e segurança durante a permanência dos pacientes e acompanhantes na unidade. O novo espaço contará, ainda, com novo Posto de Enfermagem e banheiros exclusivos. 

O secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, destaca os impactos positivos com as melhorias implementadas na unidade hospitalar. “Sabemos da importância e da grandiosidade do Huse para a população sergipana. É um equipamento de saúde que acaba sendo a referência de todo o estado. A adequação do espaço e as condições de trabalho a partir dessas modificações causam um impacto gigantesco na qualidade da atuação profissional e do atendimento ao usuário do SUS”, salientou.

Os investimentos em melhorias, equipamentos e mobiliários, ao longo do ano, passam de R$ 4 milhões. Além do investimento na parte estrutural, o Huse também implanta novos fluxos de atendimento no pronto-socorro, o que contribuirá para uma maior celeridade dos serviços e auxiliará na recuperação do estado de saúde dos pacientes que procuram a unidade hospitalar.

“O Huse faz um papel ímpar na saúde do sergipano. Esperamos contribuir ainda mais com a unidade hospitalar e com toda a Rede Estadual de Saúde, para que possamos alcançar o nosso objetivo, que é fazer saúde pública e entregar o que vem ao encontro da nossa missão, que é cuidar das pessoas”, enfatizou o secretário da Saúde. Além das reformas estruturais, o Huse ganhou, ainda, novos equipamentos para renovação do parque tecnológico, que somam, aproximadamente, R$ 2 milhões.

O aposentado José Carvalho, de 74 anos, deu entrada na unidade hospitalar, na última quarta-feira, 20, com crise convulsiva. Sempre que precisa, procura o Huse para atendimento. “Sempre sou muito bem acolhido no hospital, a equipe é muito atenciosa. Essas melhorias são importantes porque beneficiam o paciente, acomodam melhor e trazem conforto durante esse período de cuidado com a nossa saúde. Esse novo espaço vai favorecer ainda mais os usuários. Tem sido muito bom esse acolhimento”, afirmou.     

Etapas

A partir de um diagnóstico operacional, realizado pela equipe técnica e corpo técnico-administrativo do Huse, foi implementado um plano de recuperação da parte estrutural e assistencial da unidade hospitalar com foco nos processos de trabalho e ferramentas aplicadas. Entre os meses de janeiro e março de 2023, as reformas prioritárias atenderam às áreas de Observação Cirúrgica do Pronto-Socorro. Os espaços se tornaram mais humanizados e ganharam novos equipamentos e melhorias como adequações em banheiros, pintura na estrutura, entre outras.

O superintendente do hospital, Waltenis Júnior, explica os benefícios obtidos com a nova proposta de reformulação do espaço da observação clínica e ganho de leitos da retaguarda. “Esta é a segunda reforma na observação clínica do pronto-socorro. O nosso grande objetivo foi de otimizar essa área já existente e fornecer uma amplitude maior para a captação de mais pacientes para dentro desse espaço. Com isso, vamos beneficiar ainda mais o paciente que chega à unidade hospitalar, fornecendo uma boa hospitalização, para que ele saia do Huse com uma alta apropriada”, disse.

Já na terceira etapa do plano de recuperação, a Sala de Estabilização, antiga Ala Vermelha, será transformada em novo ambiente, com seis leitos, ainda mais adequado para receber os pacientes que chegam em emergência médica, ganhando assim uma nova Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) com 16 leitos e camas elétricas.

“O que planejamos para o Huse é resultado de todo um trabalho da equipe técnica, com a anuência da equipe da Secretaria da Saúde, a partir de estudos e experiências exitosas vivenciadas em hospitais de referências de todo o país. Com essa mudança no perfil, forneceremos uma melhor qualificação e assistência ao paciente”, frisou Waltenis Júnior. O pronto-socorro também passará a ter um novo espaço para repousos multidisciplinares.

Por fim, em mais uma etapa, a Observação Cirúrgica do Pronto-Socorro terá complexo próprio e direcionado, com porta de entrada individualizada, fornecendo a assistência ao paciente com trauma. O setor contará com sala de acolhimento e classificação de risco, serviço social, salas de sutura, de ortopedia, de gesso e de procedimentos, além de consultório médico nas especialidades de Otorrinolaringologia, Oftalmologia, Neurocirurgia e Neuroclínica. O setor também ficará próximo ao Serviço de Apoio e Diagnóstico Terapêutico (SADT) com a sala de tomografia, raio X, laboratório. 

Outros avanços

Em oito meses, o Huse já entregou outras melhorias estruturais e serviços de manutenção predial, como é o caso da revitalização da Observação Cirúrgica do Pronto-Socorro, antiga Ala Verde Trauma. O espaço ganhou nova rede elétrica, com recapeamento e substituição das luminárias, implementação de um novo forro mineral com revestimento de alta performance, controle acústico, redução de ruído, isolamento térmico, proteção ao fogo, além da pintura na estrutura.

Além disso, o Huse passou por reestruturação, pintura e climatização nas três recepções da unidade hospitalar e diversas enfermarias, realocação e reestruturação da Sala da Organização Procura de Órgãos (OPO), reforma de sala cirúrgica, reestruturação da Unidade de Tratamento a Queimados (UTQ), entre outras melhorias. 

A Unidade Pediátrica de Alta Complexidade Dr. José Machado Souza do Huse também foi totalmente reformada e, atualmente, conta 11 leitos na Unidade de Apoio Crítico Pediátrico/Área Vermelha, dez leitos na área amarela, dez leitos na Unidade de Terapia Intensiva e 36 leitos na enfermaria. O investimento de R$ 2.417.381,73 do Governo de Sergipe foi conduzido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). A reforma e a ampliação têm o propósito de otimizar a assistência à saúde e trazer suporte à rede materno-infantil.

Hemodinâmica

A nova ala de Hemodinâmica também passa por mudanças estruturais e deverá ser entregue em breve. Com um investimento que supera a marca de R$ 2 milhões, o espaço ofertará aos pacientes vítimas de infarto agudo do miocárdio (IAM), acidente vascular cerebral (AVC) e outros problemas agudos diagnósticos e tratamentos de forma mais segura, com a utilização de métodos menos invasivos. O projeto inclui a implantação de dez leitos de preparação e recuperação cirúrgica, totalmente equipados. A reforma engloba todo o revestimento cerâmico, piso e parede, esquadrias e pintura, além de instalações elétricas e hidrossanitárias.

Fotos: Flávia Pacheco e Mário Sousa

Publicado: 22 de setembro de 2023, 16:40 | Atualizado: 28 de novembro de 2023, 12:35