Funesa, SES e UFS continuam debates sobre pesquisas voltadas ao PET–Saúde

Com o objetivo de discutir o andamento do projeto de pesquisa referente ao Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET–Saúde/Interprofissionalidade) 2018/2019,  o Núcleo de Pesquisa Cientifica da Fundação Estadual de Saúde (NPC/Funesa) e a Universidade Federal de Sergipe (UFS)  realizaram  mais uma reunião na manhã  desta quarta-feira, 5. Assim como na última reunião, também foi debatido o andamento dos trabalhos do grupo de pesquisa referente ao quantitativo de auxiliares de enfermagem.

A coordenadora do NPC, Tânia de Jesus, afirmou que as reuniões ordinárias do NPC-Funesa são momentos estratégicos de apoio, socialização, alinhamento e manutenção da aproximação e coesão dos grupos em torno dos objetivos do núcleo. “Nesse sentido, a 35ª Reunião Ordinária do NPC/Funesa foi  bastante produtiva,   pois contou com a presença de referências técnicas da SES, professores da UFS e membros  do referido núcleo”, revelou.

Na oportunidade, foram discutidos alguns itens relacionados  ao Edital nº 10, de 23 de Julho de 2018, que trata da “Seleção para o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde PET-Saúde/Interprofissionalidade–2018/2019”, e listadas possíveis linhas de pesquisa a serem abordadas no projeto, tendo por base temas  que promovam ações voltadas à Atenção Básica e a Doenças Crônicas. A iniciativa é promovida pelo Ministério da Saúde, através da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES). “Os referidos temas serão  definidos em reunião dos professores da UFS, cabendo à SES e à Funesa  a realização do processo seletivo para os preceptores, após definição dessas linhas. Dessa forma, o grupo voltará a se reunir no próximo dia 12, para discussão e finalização do projeto para submissão”, acrescentou Tânia.

João Carlos Queiroz, professor do Departamento de Medicina da UFS de Lagarto, definiu a reunião como muito promissora. Ele expôs as seis linhas construídas pelos professores do município, em contato direto com a Secretaria  Municipal de Saúde de Lagarto, e falou sobre a aproximação com a inclusão da SES e com a Funesa, dando encaminhamento, no sentido pontual,  daquilo que se pode buscar e daquilo que o projeto pode oferecer, não somente  para as instituições em si, mas  para a comunidade acadêmica e a sociedade.

“Teremos uma reunião com a professora Leda Lúcia Vasconcelos, do Departamento de Medicina da UFS/Lagarto, juntamente com o professor Fred, que é o diretor pedagógico do Campus,  onde delimitaremos os pontos para enviarmos à Coordenação do NPC/FUNESA. A partir daí  encaminharemos à finalização e construção do projeto, para que ele seja enviado ao Ministério da Saúde até o próximo dia 14, que é o prazo final. Faremos de tudo pela  aprovação do Projeto, que será um ganho significativo, seja a Instituição, a Universidade e, com certeza, a sociedade como um todo”, disse João Carlos Queiroz.

Para  a  professora   Leda Lúcia Vasconcelos,  a reunião  foi  uma conjunção de interesses   no sentido de conseguir  construir esse plano de trabalho interprofissional. “Entendo esse encontro como uma manifestação de muitos interesses,  juntando a Secretaria Estadual da Saúde, a  UFS e a Funesa para juntos conseguirmos construir e melhorar a qualidade dos serviços. Unindo todos esses interesses, acredito que temos grandes chances de dar certo”, ressaltou.

Publicado: 6 de setembro de 2018, 08:03 | Atualizado: 6 de setembro de 2018, 08:03