Funcionários da MNSL são contemplados com Reiki através do Projeto práticas Integrativas

Os funcionários da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), unidade gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), foram contemplados na tarde desta terça-feira, 26, com o Projeto Práticas Integrativas, que ofertou atendimento individual com Reiki.  O Projeto visa a qualidade de vida, através de agendamento com o Núcleo de Educação Permanente (NEP) da maternidade. Os profissionais que se dedicam a aplicar as práticas integrativas são voluntários reikianos que disponibilizam quatro horas do seu tempo, nas terças e quintas-feiras, das 14 às 17 horas para ofertar trabalhos individuais com atenção voltada para o indivíduo.

De acordo com a voluntária Valéria Dehon, o Reiki é a canalização da frequência energética por meio do toque ou aproximação das mãos. Ela avalia o Reiki como um método inofensivo e delicado de ativar energia dentro da pessoa, utilizando essa força vital natural de acordo com as necessidades particulares. “Essa técnica limpa, clarifica e ordena o campo energético, alinhando os chakras e melhorando o fluxo e a distribuição de energia pelo corpo trazendo inúmeros benefícios para a saúde física, emocional e espiritual, proporcionando uma melhor qualidade de vida”, disse Valéria.

A voluntária Clara Menezes comentou que o projeto é de grande valia para quem doa e recebe. “O método proporciona tranquilidade e bem-estar para os funcionários da instituição, lembrando que é muito importante cuidar também do cuidador”, disse Clara. Já a técnico administrativo, Ivana Karoline Cerqueira Santana Bonfim, disse que o Reiki trouxe uma sensação de bem-estar, aliviando o estresse do dia-a-dia, renovando as energias e deixando o trabalho mais leve.

 A Enfermeira Digena Dias, disse que o Reiki veio em boa hora para relaxar e tomar um novo ar para a continuidade do trabalho que é repleto de muitas tensões diárias. “Eu agradeço muito a oportunidade de participar da terapia que em muito contribui para o nosso bem-estar”, afirmou Digéna.

Projeto 

 Desde junho de 2017 o Projeto Práticas Integrativas atende os servidores que trabalham na MNSL. Os profissionais que aplicam as práticas na instituição, são voluntários que atendem todas as terças e quintas-feiras, aos funcionários da maternidade com dedicação e carinho, são cerca de 04 a 06 pessoas por dia. A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares foi reformulada em março de 2017, pela portaria 145/2017, com o objetivo de ampliar a abordagem clínica e opções terapêuticas ofertadas aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Já eram regulamentadas, medicina chinesa, homeopatia, fitoterapia, entre outras ações. Com a nova portaria os usuários foram contemplados com mais 12 práticas, como: Reiki, Massoterapia, Yoga, Biodança, Danças Circulares e Meditação. Desde a sua implantação os resultados de sua eficiência terapêutica têm sido registrados pelo Ministério da Saúde, bem como um aumento de sua procura em Unidades Básicas de Saúde.

Publicado: 26 de março de 2019, 16:15 | Atualizado: 26 de março de 2019, 16:15