Farmacêuticos fazem a diferença no cotidiano do Huse

Por Katiane Menezes

Fotos: Katiane Menezes

O Dia Nacional do Farmacêutico, comemorado em 20 de janeiro, foi celebrado no Hospital de Urgências de Sergipe (Huse). É ele o profissional responsável por acompanhar a seleção, o armazenamento, o controle, o uso e a dispensa do medicamento.

Na farmácia do Huse, os medicamentos e produtos para saúde são armazenados de forma adequada e segura, de maneira organizada, atendendo às especificidades de cada produto e respeitando as condições de estabilidade

No Huse, o serviço funciona com 31 profissionais distribuídos em sete farmácias e uma Central de Abastecimento Farmacêutico. Tudo funciona 24 horas por dia e sete dias por semana. O farmacêutico e coordenador do Almoxarifado Central do Huse, Guilherme Luz, relembrou o início dos trabalhos no hospital e ressaltou os avanços conquistados.

“Nesses últimos quinze anos, a evolução é nítida. Hoje, temos uma equipe multiprofissional, em vários segmentos, desde a farmácia clínica até a logística. Evoluímos bastante na assistência ao paciente, no cuidado especial com os insumos, que é de nossa responsabilidade. Esses avanços foram conquistados por conta da gestão que abriu nos espaço e apostou nos nossos profissionais”, explicou.

Hoje, o maior hospital referência em alta complexidade de Sergipe conta com uma média de 800 materiais médicos hospitalares padronizados, aproximadamente 500 apresentações de medicamentos. No laboratório, são cerca de 180 itens padronizados.

Na farmácia do Centro de Oncologia do Huse, o serviço não para e a distribuição de medicamentos também é muito criteriosa e profissional. “Desenvolvemos a manipulação de medicamentos respeitando os protocolos médicos, as doses e a conferência dos pacientes. Na Oncologia, é obrigatório que a medicação seja manipulada por um profissional farmacêutico. Tivemos avanços no ano passado com nova cabine de manipulação dos quimioterápicos e a nova estrutura, oferecendo maior qualidade aos profissionais e pacientes”, ressaltou o farmacêutico Ivan Santana de Araújo.

Outro grande avanço conquistado pelos profissionais foi o Serviço de Informação sobre Medicamentos (SIM), implantado no Huse em 2013. O sistema promove o uso racional dos medicamentos por meio de informações técnicas e científicas, repassadas através dos farmacêuticos que atuam no hospital.

A farmacêutica do SIM no Huse, Keyla Alencar, relembrou o avanço e a importância do serviço principalmente para o paciente. “O SIM é um serviço que auxilia a todos os profissionais de saúde, os enfermeiros, os médicos. Conseguimos passar as informações concretas e científicas sobre os medicamentos, a diluição, a instabilidade, as dúvidas, o manual de diluição da pediatria, da UTI. Estamos ganhando grandes conquistas e êxitos com esse grande espaço”, concluiu.

Publicado: 23 de janeiro de 2017, 16:02 | Atualizado: 23 de janeiro de 2017, 16:02