Dia Mundial da Visão: SES promove cuidados oftalmológicos em estudantes

Semelhante a uma máquina fotográfica ou a uma câmara filmadora, o olho humano possui uma incrível estrutura, com alto grau de desenvolvimento e capaz de perceber tudo que está à sua volta. Mas exige cuidados! E foi com esse entendimento que a Secretaria de Estado da Saúde ( SES), Secretaria de Estado da Educação (SEED) em parceria com o Hospital Universitário (HU), desenvolvem o Projeto Consulta Oftalmológica, ação que se destaca pelo objetivo de dar a estudantes de sete a 12 anos das escolas públicas a oportunidade de cuidar dos olhos.

Nesta quinta- feira, 11, comemora-se o Dia Mundial da Visão e na sexta-feira, 12, o Dia da Criança, datas que ganham importância ainda maior quando se relata as ações cotidianas de cuidado da saúde visual infanto-juvenil, como enfatiza a Referência Técnica do Programa Saúde na Escola (PSE/SES), Luciana Boaventura. “A boa visão favorece o melhor aproveitamento escolar dos estudantes porque eles conseguem ler e ver melhor o que está sendo produzindo no quadro”, disse.

O projeto Consultório Oftalmológico oferece consultas oftalmológicas, exames relacionados à visão e diagnósticos de erros de refração e, se necessário, a dispensação dos óculos completo, ou seja, com armação e lente. Este é um projeto contínuo, que tem como público alvo os estudantes do Programa Saúde na Escola, que está implantado em todos os 75 municípios sergipanos.

Em execução na Região de Saúde de Estância, que abrange nove municípios, o Projeto Consulta Oftalmológica tem um fluxo simples, sem burocracia. É iniciado no município, com a triagem de acuidade visual realizada pelo profissional de saúde junto com o da educação, com vistas a encaminhá-los ao Hospital Universitário onde é feita a consulta. “Os educando vão ao consultório e fazem os procedimentos, escolhem as armações e saem de lá com os óculos, no mesmo dia consulta”, informou.

De acordo com Luciana Boaventura, são atendidos 12 alunos por semana e tão logo seja assistida toda a demanda da Região de Saúde de Estância, o projeto irá avançar sobre as demais regiões até alcançar todos os 75 municípios do Estado. Além das consultas e exames oftalmológicos, se for necessário um exame mais detalhado ou qualquer outro tipo de procedimento relativo à visão, que não seja feito dentro do consultório oftalmológico, a criança é encaminhada para o HU.

Publicado: 11 de outubro de 2018, 15:53 | Atualizado: 11 de outubro de 2018, 15:53