‘Dia D’ contra a dengue mobiliza população sergipana a eliminar focos do mosquito

Iniciativa do Governo do Estado e municípios pretende reforçar as ações de prevenção contra os focos do mosquito, já que grande parte dos criadouros estão nos domicílios

Com o intuito de conscientizar e informar à população, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), mobilizou os municípios sergipanos para o ‘Dia D’ contra a dengue, realizado neste sábado, 2. A iniciativa pretende reforçar as ações de prevenção contra os focos do mosquito, já que grande parte dos criadouros estão nos domicílios. A mobilização ocorre nos 75 municípios do estado.

Na capital, a mobilização ocorreu no conjunto Orlando Dantas, na Unidade de Saúde da Família (USF) Geraldo Magela. A ação, que teve a parceria da Secretaria Municipal de Aracaju, contou com a presença de 50 agentes de endemias, que realizaram a identificação e eliminação do mosquito Aedes Aegypti, com o auxílio de serviços educativos, além da varrição, capinação, roçagem mecanizada e coleta de resíduos descartados incorretamente em terrenos baldios e vias públicas da localidade.

O secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, esteve presente na ação, e destacou a importância do ‘Dia D’ contra a dengue. “É uma verdadeira força-tarefa para que essa ação, o ‘Dia D’, aconteça em todo o país para mobilizar as pessoas acerca do combate ao Aedes Aegypti. Por isso, visitamos algumas residências como forma de orientação para que os cidadãos prestem atenção em pontos de suas casas que podem virar criadouros dos mosquitos”, destacou o secretário.

Além disso, o mutirão contou com os agentes de limpeza da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), com a coleta de resíduos e o drone disponibilizado pela Secretaria Municipal da Defesa Social e Cidadania (Semdec) para o monitoramento dos pontos focais com criadouro do mosquito vetor. A secretária municipal de Aracaju, Waneska Barbosa, também esteve presente e salientou que a ação teve o intuito de conscientizar toda a população. “Precisamos fazer a prevenção para não permitir que tenhamos um impacto significativo do avanço da dengue em nossa cidade. Por isso, estivemos nas ruas para informar e orientar os moradores contra a dengue”, disse Waneska.

Cuidados preventivos

Para a prevenção contra a dengue, a população deve continuar com os cuidados redobrados, como retirar o lixo acumulado nos quintais da residência, observar os reservatórios de água e limpar as calhas dos telhados são algumas precauções para o controle eficaz contra o Aedes Aegypti. A agente de endemias, Edjeane Scarlet, explicou que os profissionais visitaram as residências da região para a eliminação do criadouro junto à educação em saúde. “Em cada casa, observamos se havia algum criadouro do mosquito. Ensinamos como fazer a eliminação da água em depósitos, verificamos as caixas d’água, as calhas, o ralo do banheiro em desuso. Além disso, entregamos panfletos para que as pessoas tenham perto todas as orientações de combate a dengue”, destacou.

Todos contra a dengue

A técnica de enfermagem Tereza Matos foi uma das moradoras da região que recebeu a visita dos agentes de endemias e ressaltou a importância de se combater a doença. “É muito importante essas orientações, pois não vou estar cuidando somente de mim, como também do meu vizinho. Precisamos estar atentos aos cuidados preventivos para que a gente possa eliminar cada vez mais a proliferação do mosquito”, considerou. O aposentado  Valter Bonfim também recebeu algumas orientações acerca de possíveis pontos de criadouro do Aedes. “Cada um tem que fazer a sua parte e essa ação foi muito boa, pois pude tirar algumas dúvidas sobre alguns lugares da minha casa que poderiam ser focos do mosquito”, informou o aposentado.

Fotos: Mário Sousa

Publicado: 2 de março de 2024, 13:30 | Atualizado: 2 de março de 2024, 13:30