Banco de leite Marly Sarney precisa de novas doadoras

Mães que estão amamentando e com excesso de leite podem entrar em contato com o banco de leite para fazer sua doação

O Banco de Leite Humano Marly Sarney (BLH), unidade vinculada à Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), é referência para bancos de leite em Sergipe, mas neste momento se encontra com o estoque baixo. O BLH recebe a coleta de leite doado, faz o processo de pasteurização e envia à MNSL para alimentar os bebês prematuros internados na Unidade de Terapia Neonatal (Utin). Contudo, também há a necessidade de priorizar o centro cirúrgico, e para isso é necessária a adesão de um maior número de doadoras.

A responsável técnica do BLH, a nutricionista Miriam Duarte, informa que, em média, há 50 doadoras, e diariamente a maternidade necessita de pelo menos dez litros por dia. “Só conseguimos 25% do que precisamos, mas mesmo assim os bebês da Utin, que são os recém-nascidos mais críticos, conseguem receber o leite humano pasteurizado. Mas estamos em busca de priorizar também o centro cirúrgico, para que todo bebê receba, na sua primeira hora de vida, o leite humano da mãe ou o de doação. Para isso, precisamos aumentar as doações”, enfatizou.

Para a profissional de Educação Física Catarina Souza, doar leite faz bem, tanto fisicamente como emocionalmente. “Meu filho acabou de completar um ano de vida e ainda mama. No início, tive dificuldades em amamentar e fui ao banco de leite, onde fui muito bem orientada. E há seis meses sou doadora, porque quando voltei a trabalhar fiquei com excesso de leite e resolvi doar para ajudar outras mães que têm dificuldade com a amamentação, como eu tive. Eu ficava angustiada porque não conseguia amamentar direito o meu bebê. Hoje eu amamento e ainda faço a ordenha para doar para as criancinhas que precisam”, explicou.

Rede de Bancos de Leite em Sergipe

A Rede Sergipana de Bancos de Leite Humano e Postos de Coleta é composta pelos BLH Zoed Bittencourt, na Maternidade Zacarias Júnior, em Lagarto, BLH Irmã Rafaela Pepel, na Maternidade São José, em Itabaiana. Na capital, além do BLH Marly Sarney, existem os postos de coleta Dr. Fernando Guedes, na Maternidade Santa Isabel, e o da Maternidade Municipal Lourdes Nogueira.

Para doar, basta entrar em contato com o BLH por meio do número de telefone (79)3226-6301, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h e manifestar a intenção de colaborar ou comparecer na Rua Mato Grosso, s/n, bairro José Conrado de Araújo, em Aracaju (SE). O Banco de Leite tem serviço de ‘rota’, onde os profissionais do BLH vão buscar o leite semanalmente na residência, facilitando a vida da doadora que não precisa se deslocar até o BLH.

Fotos: Ascom SES

Publicado: 12 de dezembro de 2023, 14:22 | Atualizado: 12 de dezembro de 2023, 14:22