Arraial do CER IV mantém tradição junina com fomento ao empreendedorismo

A 1ª Quermesse Junina do Centro reúne expositores com artesanatos e comidas típicas, garantindo uma renda extra para os usuários, mães e acompanhantes

Barracas de comidas típicas, artesanatos regionais e outros produtos, além de muita alegria. A boa mistura aliada ao autêntico forró deu início ao Arraiá do Centro Especializado em Reabilitação José Leonel Ferreira Aquino (CER IV), celebrando a época mais esperada pela população sergipana: as festas juninas. Com bandeirinhas e elementos que remetem aos festejos do mês de Junho, a unidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES) mantém viva a tradição com a realização da tradicional quermesse junina.

A ação, que segue até amanhã, 15, tem como principal objetivo ser um espaço de integração, ao som de muito forró, entre usuários, mães, acompanhantes e colaboradores do CER IV, além de fomentar o empreendedorismo e garantir uma renda extra no período junino. Vestidos a caráter, os participantes levam animação e mostram que também mandam muito bem no forró.

Programação


A tradição das festas juninas nos quatro cantos de Sergipe, incentivada pelo governo estadual, transformou o CER IV em um verdadeiro arraial. Durante três dias, o espaço recebe expositores para a venda de produtos variados e delícias do período junino. Além disso, a programação reúne diversas atrações como o Coral e o Grupo Musical ‘AAACASE em Canto’ da Associação de Apoio ao Adulto com Câncer do Estado de Sergipe, instituição sem fins lucrativos que assiste adultos em tratamento oncológico. 

A Companhia de dança Loucurarte, que traz a arte inclusiva por meio da dança artística, também é presença confirmada na Quermesse Junina do Centro. A história dos cangaceiros nordestinos, Lampião e Maria Bonita, é contada por meio de coreografia e canções tradicionais juninas. 

Renda extra

Para a realização da Quermesse Junina, o CER IV montou barracas decoradas com a participação de mais de 30 expositores, entre usuários, mães, acompanhantes e colaboradores, divididos em três dias. A iniciativa contou com a organização do setor de Serviço Social do Centro e apoio do Núcleo de Educação Permanente, além da equipe multiprofissional. O setor de Nutrição, por exemplo, auxiliou com orientações sobre os principais cuidados com a manipulação de alimentos no período junino.

Para a coordenadora do CER IV, Diana Guerra, o momento proporciona novas oportunidades e estimula ações empreendedoras entre os atores do Centro. “Em nossas ações diárias, percebemos os esforços das famílias, verificando as principais necessidades. Com isso, pensamos nas possibilidades de oportunizar iniciativas de fomento ao empreendedorismo e mostrar o trabalho dos usuários, mães, acompanhantes e colaboradores”, salientou.      

A vendedora Laura Lima está entre as expositoras. Ela é atendida pelo CER IV há quase um ano, após sequelas de um Acidente Vascular Encefálico (AVE). No evento, Laura teve uma grande procura na venda de algodão doce e pipoca. “Fiquei muito feliz em participar da Quermesse. Não pensei duas vezes quando fiquei sabendo do evento. Trabalho aos finais de semana em festinhas e aqui foi uma excelente oportunidade para divulgar meu trabalho, fazer boas vendas e fechar novas parcerias”, disse.          

Arraiá da Assoa

Para finalizar a programação, na quinta-feira, 15, uma parceria entre o CER IV, por meio do Setor de Atendimento aos Ostomizados (SAO), e a Associação Sergipana dos Ostomizados e Amigos (Assoa) traz o tradicional ‘Arraiá da Assoa’ ao espaço do Centro. A festa junina contará com muito forró pé de serra e muita informação com um bate papo sobre os cuidados com a alimentação com a nutricionista Airecê Hozana.

Publicado: 14 de junho de 2023, 13:30 | Atualizado: 14 de junho de 2023, 13:30