Sergipe mantém redução de casos de dengue, chikungunya e zika vírus

20 de abril de 2017

 

O número de casos notificados de dengue, febre chikungunya e zika vírus aponta para uma redução significativa, segundo Informes Epidemiológicos elaborados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através do Núcleo Estratégico da Saúde (Nest/SES). A redução é identificada com base em análises realizadas entre os últimos dias 9 e 15, comparadas aos números apresentados no mesmo período do ano passado.

De acordo com a coordenadora do Nest/SES, Eliane Nascimento, a redução dos casos notificados das três doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti em Sergipe no período apresentado pode ocorrer em função da redução de susceptíveis devido à grande circulação desses vírus em 2015 e 2016. Apesar disso, é muito importante intensificar o controle do vetor devido as nossas condições climáticas e ambientais favoráveis a sua proliferação. Sendo necessário envolvimento de todos, em especial, dos gestores municipais, profissionais de saúde e população.

“Dados consolidados no último Informe Epidemiológico revelam que Sergipe apresenta seis casos confirmados de zika vírus até 15 de abril deste ano. A capital Aracaju e os municípios de São Cristóvão, Nossa Senhora do Socorro e Rosário do Catete apresentaram casos. Já no mesmo período de 2016 foram totalizados 27”, detalhou a coordenadora.

Outros dados

Numa análise comparativa por Semana Epidemiológica, observa-se que até 15 de abril de 2016, houve registro de 3.258 casos prováveis. Desses, 2.165 foram confirmados. Até o mesmo período de 2017 há registro de 113 casos prováveis de chikungunya, em municípios de Aracaju (41), Propriá (13) e Itabaianinha (10) e com 53 casos confirmados até o momento no Estado, demonstrando redução de, aproximadamente, 29 vezes o número de notificações.

“No que diz respeito à dengue, até a mesma data de 2016, houve registro de 2.321 casos prováveis. Desses, 1.175 foram confirmados. Até 15 de abril de 2017 há registro de 225 casos prováveis de dengue, em municípios como Aracaju (100), Nossa Senhora do Socorro (25) e São Cristóvão (11), com 99 casos confirmados até o momento no Estado. A redução, por sua vez, foi de cerca de 10 vezes o número de notificações de casos prováveis”, ressaltou Eliane Nascimento.

A coordenadora ainda destaca ausência de casos de microcefalia no corrente ano, embora equipes do Nest/SES e da Vigilância Epidemiológica continuem realizando monitoramento de dados provenientes dos municípios.

 Alerta aos municípios

“O trabalho de acompanhamento feito pelos agentes de endemias dos municípios sergipanos é complementado pela Brigada Itinerante, força-tarefa do Governo do Estado, por meio da SES, que atua na eliminação e tratamento de possíveis criadouros do vetor nas localidades. A cada ciclo de trabalho dos agentes as visitas feitas aos imóveis devem ser repetidas e, considerando que até esta data do segundo ciclo (março e abril), pouco mais de 17% das visitas aos imóveis foram digitadas no sistema de informação, concluímos que há necessidade de intensificação das ações e alimentação diária dos dados”, advertiu Eliane.

Confira o boletim completo no link: Informe Semanal_14 Micro_Chik_Dengue_Zika_17.04.2017

 




Secretaria de Estado da Saúde
Praça General Valadão, nº 32
Centro - Aracaju/SE
CEP: 49010-520
Tel. (79) 3234-9500